Daniel Campos

Ou exibir apenas títulos iniciados por:

A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  todos

Ordernar por: mais novos   título

Encontrados 34 textos. Exibindo página 2 de 4.

04/09/2015 - Um bom dia

Um bom dia
Para tentar
Um velho
Novo dia
E pra fazer
Valer o dia
Que já foi
Que não veio
Que está
Diando agora
Dentro de nós

Um bom dia
Pra nascer
De novo
Pra romper
O ovo do dia
Pra encontrar
E se perder
Na fantasia
Do dia a querer
Mais um dia
Pra ceder a nós

Um bom dia
Pra acordar
Para o dia
Que nos dia
Um bom dia...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

Um brinde

Um brinde à mulher
Que surge como um testemunho em minha vida
Um testemunho de que o sonho
Existe em sua forma mais pura
E não o bastante, em todas as suas variações...

Um brinde à mulher
Que é pássaro e que não passa
Que é parte do todo e do todo parte
Que é rock e samba na mesma nota...

Um brinde à mulher
Que não é antes nem depois
É agora e sempre
Um brinde à mulher
Que não é lírio ou rosa, mas a primavera da flor...
continuar a ler


Comentários Comentários (1)

Um copo de mulher amada

Escrevo a mulher amada
Porque ela é feita de escrita
Seu corpo é de prosa
Sua alma é de poema
E as rimas e outras métricas
São resultado de seu metabolismo
Interior.
Se a mulher amada fosse bebida
Bebê-la ia
Na ânsia de um só fôlego
Feito cachaça
De botequim
Ou no deguste
Lento e angustiante
De um vinho
Pisado aos pés de Baco,
Dependendo só de como
Onde e quando
A mulher amada...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

Um coração

É uma energia, é um devaneio, é um destino
Um coração
É um infinito querer mais perto
É qualquer coisa de desejo
Que ora diz sim ora diz não.

É uma vitrine, é uma seita, é um choro
Um coração
É ouro, musseline, zinco ou brisa
É uma lua que flutua sem asas
Que dança sem marcar o chão.

É uma proposta, é um tempo, é um esconderijo
Um coração
É um sentimento oblíquo e convergente
É o mundo sem fronteiras ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

07/09/2014 - Um dia há de chegar

O amor que sinto
Assumo e declaro
Numa explosão
De poesia
Como a luz
Da estrela que morreu
Vagará por esse universo
De prosas e versos
Por muito tempo
Até conseguir
Romper a distância
De anos-luz
Existente
Entre a minha e sua boca


Comentar Seja o primeiro a comentar

30/04/2015 - Um dia muda

Era apenas um pedaço de mundo
Um pedaço de mundo escondido
Num canto qualquer do seu eu
Era apenas um mundinho à toa
Um desses futuros impossíveis
Como um pássaro que não voa
Como os planos mais falíveis
Até que a lógica foi contrariada
E o que era pedaço fez-se todo
Saindo completamente do lodo
Do esquecimento. A ilusão alada
Tornou-se concreta realidade
E tudo passou a ser e acontecer
Conforme fora visto e sonhado...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

10/12/2014 - Um dia se poderá

Um dia haverá mais para falar
Mais de nós, mais desse lugar
Por hora, o silêncio reina, teima
Em se manifestar, mas um dia
De muita prosa há de se chegar
Com diálogos à base de fantasia
Sim, a fantasia que invade
Em nossos labirintos interiores
Fazendo alarde aos quatro cantos
Do nosso eu num encanto que arde
E ao mesmo tempo dá acalanto
Um dia poderemos contar
As histórias que nos fazem feliz
Um dia poderemos revelar...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

24/01/2015 - Um dia tudo acaba

Um dia a corda arrebenta
A porteira não aguenta
E a criatura o criador
Enfrenta

Um dia se cansa de esperar
Brabo ou doce o rio dá no mar
E se descobre que nem toda flor
É de cheirar


Comentar Seja o primeiro a comentar

Um grito de amor

Me perdoa
Mas eu não sei
Dizer
Saudade
Eu só sei
Que ela voa, voa, voa
E pousa
Em mim.

Saudade é um grito
De amor
É uma ida e uma vinda
É um pedaço de um mundo
Que nunca se foi.

Saudade
É o ontem
Que não vai voltar
É uma espera
Que não cansa de esperar
É uma vida
Que partiu
Que se partiu.

Saudade
É o que quero lhe dizer...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

18/04/2016 - Um no outro

Vira-me pelo avesso
Muda-me de endereço
De corpo e de desejo
Vem e me relampeja
Enquanto eu trovejo
Seja o que for que será
Põe pra voar o meu sabiá.


Comentar Seja o primeiro a comentar

Primeira   Anterior   1  2  3  4   Seguinte   Ultima