Daniel Campos

Ou exibir apenas títulos iniciados por:

A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  todos

Ordernar por: mais novos   título

Encontrados 101 textos. Exibindo página 3 de 11.

08/02/2015 - Floreou, ai floreou

Olha de lá, olha de cá
Floreou a menina
Da sinhá cirandeira
Tal flor de maracujá
Floreou branca
Lilás e amarela
Muito da bela
Muito da santa
Ganhando vela
Dos que acreditam
Nela

Olha de lá, olha de cá
Floreou a menina
Ainda pequenina
Como volteio de sabiá
Que não sabe voar
Ninguém pode negar
O romanceio que há
Na menina- araçá
Que acabou de chegar
Pra vadiar na ciranda ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

07/02/2015 - Fogueira fria

Meu corpo arde nu
Como uma fogueira fria
Numa dimensão vazia
No voo cego do anu
Meu corpo queima
E teima em querer
A mulher
Que não é
Do seu poder
Meu corpo inflama
Dizendo que ama
E que ainda chama
Pras suas entranhas
A mulher-poema
Que bem-mal-o-quer
Num dilema
Que quem perde
Ilusão ganha
Num amor que se mede
Pelas queimaduras
Que dão rachaduras
Ao coração ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

21/01/2015 - Fé salgada

Veleiros de sal
Queimando pelo mar
Como velas d’água
As estrelas são senhoras
Nossas
E os pescadores
Fieis
Buscando cura
E louvores
Para seus amores
Penhores
De um novo tempo
Que cruzam o oceano
Ao plano
Do vento


Comentar Seja o primeiro a comentar

26/10/2014 - Fazendo-me ostra

Você me viu como ostra
Reduzido assim
E por isso me machucou
Dia após dia
Fazendo-me sofrer
Além do próprio sofrimento
Para lhe produzir
O que lhe interessa
Pérolas pérolas pérolas


Comentar Seja o primeiro a comentar

08/10/2014 - Febreia

No varal colorido
Preenchido pelo dia a dia
Canta forte um pintassilgo
E ocupada com tanto “se”
Si lá dó fá bemóis
A menina se avizinha
Em olhares de carvão
E diz sozinha “não ligo”
Para a solidão
Enquanto quara nos sóis
De um sertão
Que febreia em nós


Comentar Seja o primeiro a comentar

14/08/2014 - Fazer o que deve ser feito

É isso mesmo que você quer de mim?
Tem certeza?
Vai ser difícil, mas vou tentar
Não tem outro jeito
É preciso tentar
Se eu entendi direito a mensagem
É preciso coragem
Para fazer
O que deve ser feito
Não vou fugir
Do que me é proposto
Não vou trair
O que me destinam
Mesmo a contragosto
Vou seguir
Até onde der minha sina


Comentar Seja o primeiro a comentar

06/08/2014 - Flerteiro

Quando a vi
Ela já havia
Me visto
Sorri
Sorria
Muito bem
Bem quistos


Comentar Seja o primeiro a comentar

04/08/2014 - Faltando um pedaço

Coloca seu sorriso
No meu
Dá sua boca
À minha
Falta-me
O juízo
Na sua falta
Adoeça-me
Sem alta
Durma
Nos meus braços
Suma
Pelos meus passos
Diz que sorrir
Ainda vale
Algum tempo
Fiquemos nus
Ao vento
Troquemos luz
Falemos de prazer
Falemos de querer
Só não me fale
De amor
Porque o amor
Já me abandonou


Comentar Seja o primeiro a comentar

02/08/2014 - Fala pra mim

Fala pra mim
Do seu vestido
Da sua memória
Pra onde foi

Fala pra mim
Do seu esmalte
Do seu vinho
Por quem me tem

Fala pra mim
Da sua dieta
Do que te perturba
Como é ficar longe


Comentar Seja o primeiro a comentar

29/07/2014 - Festa dos olhos

Hoje é dia de chegar aos seus olhos
De saudar tudo o que eles significam
De reverenciar o que eles me dizem
De maneira tão profunda
Trazendo à tona pólens da alma
Ao espelho da retina
Fazendo com que partículas de sonhos
Faísquem pelos seus olhares

Eu, colecionar dos seus olhares
Ébrio dos coquetéis de suas pupilas
Garimpeiro da sua íris
Equilibrista do seu globo ocular
Vidente dos seus portais indiscretos...
continuar a ler


Comentários Comentários (1)

Primeira   Anterior   1  2  3  4  5   Seguinte   Ultima