Daniel Campos

Ou exibir apenas títulos iniciados por:

A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  todos

Ordernar por: mais novos   título

Encontrados 101 textos. Exibindo página 9 de 11.

Fórmula

Quantas das tuas tramas
Estão em cartaz
Nos cinemas
De Copacabana?

Quantos dos teus dramas
Daqueles que você faz e desfaz
Duram mais do que
Uma semana?

Quantas das tuas camas
Ainda estão em paz
Depois daquela paixão
Suburbana?

Quantas das tuas damas
Vestem-se de lilás
Sob um céu de papel
Ou de lona?

Quantas das tuas tramas
Ah! Copacabana...
Quantos dos teus dramas...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

Forte

Detrás de portões de ferros
Altos muros infinitos
Concreto
Arame
Homens armados
Leis
Sociedade
Cães ensinados
Minas
Estão eles.

Detrás
De todo
O racionalismo
Fechados
Trancafiados
Isolados
De suas asas largas
Estão eles
De caras amargas
Ríspidas
Rígidas.

Detrás
De todo
O mundo
Do submundo
Imundo
Das cargas
Dos pensamentos
Estão eles...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

Fotografia de carne e poesia

Viajo nas imagens suas
Que ficaram perdidas por aí
Eu viajante
De miragens
Eu amante
De paisagens
Feitas de carne e poesia.
E o pôr do sol
Da sua coloração
E o oceano
Dos seus olhos
E o precipício
Da sua distância
Bobagens
Da sua beleza
Em última instância.
Eu viajo
Sem bagagens
Levo apenas
As tatuagens
Que você deixou em mim.


Comentar Seja o primeiro a comentar

Fotografias perdidas

Quantas semanas
Vão levar os dias
Onde fui e vivi
De fotografias
Que não existiam
Ou não existem mais
Ou não existem mais em mim.

Tantos os momentos
Passados ou não
Que eu prendi
Em porta-retratos
Da imaginação,
Dias que me trancavam
Em meu próprio corpo
Num total desprazer,
Dias de tantas semanas
Onde meus olhos
Não iam além
Das imagens
Das imagens perdidas
Das imagens perdidas de mim.


Comentar Seja o primeiro a comentar

Foxtrot

Tem dias em que a saudade acorda menina
E em seus alvoroços e rebeldias
Deixa-nos loucos
De amor e de outros temas.
Por mais que a mulher amada esteja a míseros centímetros
Urge a sensação de que ela está há anos luz
E o que é microscópico
Torna-se telescópico
E os abraços viram laços
E as mãos viram garras
E os sentimentos se fundem
Sob o único desejo de tê-la perto.
E mais do que mais que perto,
Desejo de não perdê-la de vista...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

Frente e verso

Ai,
Ai de ti
Ai de ti que eu não sei
E mesmo assim eu hei
De ser
Se você me disser: sorri
Irei me maldizer
Por ser o sorriso que não pôde
Sorrir...

Ai,
Ai de ti
Ai de ti que eu não sei
E mesmo assim eu hei
De ser
Se você me disser: chora
Irei me bendizer
Por ser o choro que não pôde
Agora...


Comentar Seja o primeiro a comentar

27/06/2014 - Friorento

Saudade desse frio
Desses corpos agasalhados
Desse tempo bem marcado
E desse vento vadio
Que passa boêmio
Flertando o vazio
Que há em todos nós
Tendo a solidão
Como prêmio

Saudade desse céu
Avermelhado de friagem
Do hálito esfumaçado
E da lua de cacharel
Carregada de maquiagem
Saudade dessas esquinas
Cabernet
E das estrelas meninas
Que fazem render


Comentar Seja o primeiro a comentar

23/01/2017 - Friso do tempo

Não chora
Pelo que foi embora
Tudo o que você precisa
Você tem agora

Pode não entender
Pode até sofrer
Mas é hora de ver
O que o tempo frisa.


Comentar Seja o primeiro a comentar

Fruto maldito

Nem o andar do calendário
Nem o maior dos falsários
Nem mesmo a distância
Vai afastá-la de mim.

Eu sei,
Entre nós existem tantas cidades
E o nosso amor pode passar da idade
Mas a saudade não se cansa
Enquanto o ponto não chega ao fim.

Pode perguntar
Às paredes, aos búzios, aos porquês
E até à primeira estrela cadente
Se a solidão nasce do nada
Ou do teu ventre mulher.


Comentar Seja o primeiro a comentar

Fugas

Menina
Por que não conta às estrelas
Às estrelas, menina
Conta o silêncio que carrega
E que me enclausura
Longe, longe, longe de você.


Menina
Por que não olha às estrelas
Às estrelas, menina
Olha, olha que o destino
É só desencontro
Longe, longe, longe de você.


Menina
Por que não jura às estrelas
Às estrelas, menina
Jura que a sua tristeza
É o drama que vivo
Longe, longe, longe de você....
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

Primeira   Anterior   7  8  9  10  11   Seguinte   Ultima