Daniel Campos

Ou exibir apenas títulos iniciados por:

A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  todos

Ordernar por: mais novos   título

Encontrados 85 textos. Exibindo página 4 de 9.

10/11/2016 - Beijo de coração

Beijo de coração
Mesmo roubado
Não pede perdão


Comentar Seja o primeiro a comentar

Beijo em parto

Antes das nossas bocas
Se cassarem
Eu não era nascido

Antes das nossas águas loucas
Se tocarem
Eu era um bandido
Um ladrão que vivia
E fingia
Sua própria poesia

Antes do seu beijo
As aves cantavam roucas
As estrelas eram tão poucas
E as histórias eram tão ocas
E a vida
Não vivia em mim
E o sorriso
Não sorria em mim
E o paraíso
Só fugia de mim

No teu beijo...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

18/09/2015 - Beijo sem registro

Eu amanhã
Hei de sentir falta
De ter saudade
Do beijo
Que ontem
Você deixou
Para hoje
Sabendo que agora
Já teríamos nos perdido.

E como sentir saudade
Do que o tempo
Não registrou?

E como lembrar
De um beijo
Que nunca existiu?

Da falta da sua boca
Na minha
Nascerá o silêncio
De nós dois.


Comentários Comentários (1)

10/01/2014 - Beijo seu

Eu sou do seu beijo
Sem qualquer pudor
Minha boca será
Da sua boca
Pelo tempo que for
Necessário
Para o infinito
Ser mais infinito
Não fale nada
O beijo já disse
E diz até então
Todo amor
Toda paixão
Toda estrada
Que há a seguir
É beijo
De sorrir
É beijo
De suspirar
É beijo
De acalentar
É beijo
De se deleitar
Pode acreditar
Sou da sua boca...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

28/04/2017 - Beijo-vivo

Fecha a boca e me ama!
Pra que discutir e ferir
Se o melhor de nós é amar?
Discussões nos afastam
Do coração e da cama.
Pra que cobrar, reclamar
Quando o amor nos basta?

Não desperdice suas energias
Ou me ama ou não me chama!
Se for para arrumar briga
É melhor tomar outro rumo.
O beijo-vivo é o que dá liga,
Cria asas e faz de dois, “uno”.


Comentar Seja o primeiro a comentar

24/10/2014 - Beijos na cozinha

Esqueça sua boca na minha
E entre açúcares e talheres
Ama-me na cozinha
Numa receita inconfundível
De milhares de mulheres
Em uma só
Beijos em caldo
Beijinho em pó
Beijaços em fatias
Beijões em fardo
Beija aos bocados
Minha boca vazia
A espera da sua
Língua nua


Comentar Seja o primeiro a comentar

Bela de Drummond

Bela de Drummond
Menina bem-te-vi, bem-te-viu
Será que sua beleza escapuliu
Da delicadeza do poeta,
De uma antologia secreta
Feita de carne e batom...

Tant Belle
Belle de Drummond
Copacabana, Paris, Saigon
Olhos coloridos de crepom
Lèvres des bonbons
Il me fait mourir d'aimer...

Flor de néon
Poesia que faz ronrom,
Belle de Drummond
Le chant d'amour,
Le ballet des coeurs...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

Bela e triste

Na mulher amada
A tristeza transcende a si mesma
Num gesto uníssono
E gritante.
Mas a tristeza existente
Em seus olhos e em seus passos
Não é triste
Porque é
Ou como expressa nos dicionários,
A tristeza na mulher amada
Assume outro significado
Surgindo como complemento da beleza
Que compõe a sua feminilidade
Extrema.
Nesse jogo de tristeza e beleza,
A mulher amada
Reveste-se de sacralidade...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

26/06/2015 - Bela Portela

O céu serenou
Quando ela falou
Seu nome:
Bela Portela
E azul e branco
Raiou o sol
No estandarte
Da última donzela
Que pisou o salão
Como se o chão
Não estivesse lá
Mais não


Comentar Seja o primeiro a comentar

21/03/2016 - Belazul

Minha menina azul
Blue como o blues
Intensa, pequena
E imensa em mim
Linda, bela, belazul
Beautiful do início
Ao fim do fim do fim
Eu conheço tua alma
Como a palma
Da minha mão cigana
Eu conheço teu cume
Tua maior depressão
O que ama e chama
E do que tem ciúme
Eu sei do azul que há
Em tudo isso que é ocê
Mulher azulada, azulinda,
Azuleia, azulante, azulá,
Flor de azulê que me azula ...
continuar a ler


Comentários Comentários (1)

Primeira   Anterior   2  3  4  5  6   Seguinte   Ultima