Daniel Campos

Prosas

Ou exibir apenas títulos iniciados por:

A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  todos

Ordernar por: mais novos   título

Encontrados 3193 textos. Exibindo página 6 de 320.

09/01/2017 - Se algo não está bem

Se algo não está bem, respire pausadamente. Mire para dentro de si. Olhe para tudo o que tem feito, pensado, sonhado. E coloque mais amor na lira da sua vida que gira, que gira, que gira mesmo quando tudo parece parado, atrasado, enrolado.

Se algo não está bem, se mexa urgentemente. Saia do lugar comum, faça caminhos novos, pense diferente. Tome um ar, oxigene suas ideias e olhe mais pra frente do que pra trás. O que ficou, acabou. De manhã em manhã, siga para o amanhã que já raiou. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

02/01/2017 - Dançando com cisnes

Dance com a lua, com os cisnes, com o vento, com as águas... coloque todos os elementos em seus movimentos... e expresse o mundo encantado que lhe habita... deixe a alma vir à tona e te guiar... confia na alma e nada te faltará em matéria de sentimento!


Comentários Comentários (1)

01/01/2017 - O primeiro dia dos outros dias

Hoje é o primeiro de outros dias únicos. Que seja o primeiro dos dias de luz e luminosidade que carecemos. Dias de fartura de amor. Sim, que o amor seja farto em todas as suas formas de amar. Que hoje seja o início de dias encantados, cheios de encantamento e encantaria. Dias de magia. O mundo anda carente, ausente de magia. Então, que o ser-mágico desperte em cada um.

Que sejam dias de chuva, chuvas de estrelas, pólens e poesia. Que sejam dias de mais dança, de mais musicalidade, de sonhos e esperança se realizando. Que venham dias de movimento, dinâmicos e imprevisíveis. E que esses dias saiam dos nossos planos, pois a verdadeira felicidade está no que não se espera. Que sejam dias de entrega, pois é doando que recebemos tudo o que queremos. Que sejam dias de altas conexões com o universo, com essa energia que está em tudo e em todos. ...
continuar a ler


Comentários Comentários (1)

17/12/2016 - Uma troca mágica chamada amizade

A vida é uma estação de trem. Há todo momento pessoas vão e vem. Encontro algum é por acaso. Cada pessoa tem um porquê de ter cruzado nosso caminho, de estar em nossos dias. Entre os parentes, que são os primeiros a chegar e o grande amor, que custa a aparecer, pois antes dele surgem muitos amores que parecem grandes, mas só parecem... chegam os amigos. E que encantadas criaturas são essas que chegam do nada e se tornam, rapidamente, e, ao mesmo tempo, parte da nossa família e nossos amores – um outro tipo de amor chamado amizade. Amigos são diários ambulantes, pois desabafamos, enfim, compartilhamos nossos momentos, bons ou ruins, com eles. Amigos são os que nos entendem mesmo quando nem nós mesmos nos entendemos. Amigos são leais, legais, anormais como a gente, ao menos, é assim que deveriam ser. Afinal, amigo é a família que escolhemos, é o amor duradouro, resistente, que não te cobra nada senão amizade. Há amigos de todos os tipos e jeitos, de várias intensidades e extensões. Dá, inclusive, para ser amigo de quem curte coisas diferentes. Aliás, amigo que é amigo se junta a nós para multiplicar tudo o que somos. Aprendemos muito sobre o que desconhecíamos ao lado de um bom amigo. Ele nos ensina, nos apoia, nos acompanha, enfim, se joga na vida junto conosco. O problema é que nos esquecemos que a vida é uma estação de trem. Há todo momento pessoas vão e vem, inclusive, os amigos. Alguns se mudam para outra cidade, outros partem para novos círculos de amizade, outros ainda renunciam a tudo, até mesmo ao nosso convívio diário, por um amor. Nunca estamos preparados para perder ninguém, ainda mais alguém que se tornou parte integrante do nosso dia a dia. Mas, precisamos entender que amigos, por mais que desempenhem papeis de anjos, duendes, gnomos, fadas, super-heróis em nossas vidas, são pessoas como nós. Pessoas que estão em constante movimento, buscando seu lugar no mundo, vivendo o que tem para ser vivido. Há amizades que começam na infância e duram a vida toda assim como há amizades que duram meses, semanas, dias. Uma amizade não se mede pelo tempo de duração, mas pelo que ela deixa em nós. E está aí a grande beleza de se tornar inseparável, algo que está muito além do contato físico e digital. Não importa o tempo que durar, mas o que ela realizou em nós, para nós, por nós. Há amigos que precisam de uma semana para cumprir a missão que têm ao nosso lado, seja nos oferecendo e/ou recebendo algo. Há outros, que precisam de uma vida toda para realizar essa troca. Se um amigo parte do seu cotidiano, não chore, agradeça, pois é sinal que a amizade de vocês mudou de fase. O que foi construído entre vocês já pode resistir ao tempo e à distância. Você vai poder passar para outros amigos que chegam, pois amigos estão sempre chegando, tudo o que viveu com ele. E ele também vai espalhar tudo o que aprendeu com você pelo mundo. Seja por experiências, sensações ou pensamentos, vão continuar presentes na vida um do outro. Fazer novas amizades é fundamental para deixar os velhos amigos cada vez mais vivos em nossas vidas. O universo opera de forma que, na maioria das vezes, não conseguimos compreender. Mas, olha só, por mais que as estrelas mudem de lugar, ficando mais distantes uma das outras em certas noites, elas continuam estrelas, misturando suas luzes no mesmo céu. Assim são os amigos, eles podem se mudar para longe, se afastar da gente, perder o contato conosco, mas se houve, entre vocês, essa “troca mágica” chamada amizade, relaxe, posto que seus corações continuarão ligados para sempre....
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

15/12/2016 - Nosso amor não é pra já

Eu não desisti de você. Continuo te amando, só que de outra forma, em outro tempo, dando ao nosso amor todo o espaço que ele precisa. Sou como o espinho que cansado de admirar a rosa sem poder tocá-la, sob pena de feri-la, tomou outro caminho. Um amor tão grande não morre assim. Ele muda, muta, transforma a si mesmo para continuar vivo. Não é porque não te vejo, não te ligo, não faço nenhuma loucura por você que deixei de te amar. Tentamos, tentamos, tentamos, mas a realidade provou e reprovou que não temos a menor condição de ser namorados, amantes, casados... pelo menos não agora, pelo menos não nessa vida. Por quantas vezes eu quis me enganar e não ver o que estava explícito na minha frente. Por quantas vezes eu lutei uma guerra já perdida para o fim. Por quantas vezes eu gritei eu te amo para ver se algum cupido escutava e intervinha a nosso favor. Por quantas vezes eu te encontrei sabendo que você continuava desencontrado de mim. Por quantas vezes eu tentei refundar um relacionamento que só existiu na minha cabeça. A verdade é que, nem que seja no mundo da fantasia, formamos o casal perfeito. E não há lugar para perfeição neste mundo insólito de encontros e desencontros, de desconfianças e traições, de juras e ingratidões, de encaixes e desencaixes, de certezas e ilusões. E, por te amar assim, de forma totalmente incoerente, passando por cima de tudo de errado, de toda dor, de todas as desesperanças, de tudo o que fizemos e não devíamos ter feito um com o outro, não te esqueço. Continuo, mesmo de longe, desejando uma overdose de memória, curvas e vidas para você. Memória para não esquecer tudo o que sonhamos um no outro. Curvas para que sua estrada volte a se cruzar com a minha, mais cedo ou mais tarde. E vidas porque se nossa história não continuar nesta vida, que continue em outra. Amor assim merece continuação. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

14/12/2016 - Assuma o seu amor

Em hipótese alguma, jamais minta para si mesma sobre seus sentimentos. É inútil se enganar quando o assunto é o core. Não há porque negar o amor que nasceu e cresceu em você. O amor, seja ele qual for, é para ser cultivado, celebrado, abraçado. Para que se esconder? Para que se esconder de si mesma? O seu coração é a sua sentença. Quanto mais nega o que sente mais se afasta daquilo que é e deseja. E você é amor e deseja ser amada. Não há porque ter medo, complicar as coisas. Eu te garanto que assumir seu amor doí menos do que escondê-lo. E tudo será mais simples a partir desse ato. Assuma o que sente e imediatamente se fortaleça porque é desgastante demais colocar a mente e o coração em sentidos opostos. Amar não é motivo de vergonha, tampouco sinal de fraqueza. Você não é idiota porque ama. Idiotice seria se você esperasse que ele te amasse para poder amá-lo. A paixão, muitas vezes, desperta no outro em um momento diferente. Pode ser antes ou depois de ter despertado em você. Paixões que tem o mesmo time são raras. Muitas, precisam ser provocadas. Digamos, de um empurrãozinho. Se ele não sente o mesmo, em matéria de sentimento, mostre que você é diferente – ame-o sem reservas, provocando o despertar de um amor que pode não ter acordado ainda no core alheio por diversas razões. Se ele só quer curtir, continuará apenas te curtindo se você não tomar a iniciativa de mudar essa realidade. Homens, em geral, são acomodados emocionalmente falando. Homens são muito mais fracos para assumir que amam. Homens são meninos com a falsa ilusão de que para ser homem curtir basta. Mas, na verdade, curtição não é o bastante para ninguém. Ninguém é feliz, completo, realizado apenas curtindo. Ficar é para quem tem medo de amar. Portanto, chega de negar o que não é para negar. Se apaixonar não é fazer papel de boba ou pagar mico. Se apaixonar é o amor pedindo passagem. É o amor querendo te levar para uma viagem na qual você vai aprender muito. Não se cobre demais. Permita-se viver o que está sendo oferecido. Relaxe e se jogue. Eu sei que você não vai conseguir mergulhar de cabeça num primeiro momento, mas é crucial que você avance, rompendo seus limites, ultrapassando suas barreiras. A insegurança é normal, pois o amor é uma obra que ninguém constrói sozinho. É uma obra que se constrói com dois corações. Então, ou você continua se escondendo, negando o que sente, chorando toda noite sua solidão ou começa a construir esse amor. O começo é difícil, penoso, árduo justamente por achar que está construindo sozinha... mas, você não está sozinha, pois ele é a sua motivação. Além disso, esse primeiro passo é fundamental para o seu fortalecimento e para fazer o chamado necessário. Quem hoje só quer curtir vai descobrir, graças a sua atitude, que pode ser parte de uma obra muito maior do que uma ficada. Ele pode decidir viver o que nunca viveu ao se juntar a você nesta construção e fazer algo digno de contos de fada. Ou então, pode preferir continuar curtindo. E se ele optar por esse caminho é porque não te merece. Assuma o seu estado de apaixonamento. Declare-se. Invista no seu amor. Faça isso por ele e, principalmente, por você. Não tema o que virá. Nada será perdido, pois, com ou sem ele, você terá amadurecido, renovado seus pensamentos, conhecido suas emoções a fundo, reforçado suas estruturas. Sua obra jamais será em vão, pois ela será convertida ou em amor correspondido ou em amor próprio. Tenha a certeza que se você der amor, mais dia menos dia, o amor voltará para você, pois o amor verdadeiro, aquele que não cobra nada de ninguém, tem efeito bumerangue. É a mais pura representação da lei de ação e reação, ame e será amada. Portanto, ame sem criar expectativas. Ame criando uma nova mulher.


Comentários Comentários (1)

13/12/2016 - Coração de sal

De uma hora para outra, dou para chorar e ninguém me segura. Não sei é bad, deprê, dor-de-cotovelo, mas sei que esse choro chega de repente e devasta o interior da gente. É um choro sem explicação, sem motivo aparente, como uma nuvem que surge do nada numa tarde de sol e começa a chover. Eu choro porque choro e ninguém tem nada a ver com isso. Eu tento, mas não dá para impedir. E quem é, meu deus, que segura esse reboliço, que vai dando nó de marinheiro dentro da gente. É uma pegada diferente, uma batida de frente, um vazio que dá bem lá no ausente. É uma semente de choro que vai brotando, crescendo, florando num pé de chororo. É um trem desgovernado, um mergulho no passado, um medo do que lá vem. É choro de amor, de saudade, de apaixonamento, de querer bem. Choro o que podia ter sido diferente e não foi. Choro o que podia ter continuado e acabou. Choro o sonho que morreu antes de eu tê-lo vivido por inteiro. Choro o coração que foi partido como um simples pão. Choro o amor que ficou pela metade. Choro a volta da realidade. Choro porque não posso acumular o que já não dá mais para carregar. Choro o que já deu. Choro o que já se perdeu. Choro o que não tem mais jeito. Choro o que já expirou a validade. Choro o dia que volta. Choro o beijo que nunca mais terei. Choro os abraços que não mais me abraçam. Choro pelo corpo que sem mais explicações deixou de se encaixar com o meu. Choro o perfeito que virou imperfeito. Choro o eu te amo que se calou. Choro a maldição do ponto final no pra sempre da nossa história. Chorando limpando meu íntimo de toda ilusão, que se espalha como erva-daninha em sementeiras de solidão. Choro porque choro que não vira lágrima vira pedra. Choro porque não quero empedrar minha alma nem petrificar meu coração. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

12/12/2016 - Amando demais

Eu tenho um grande defeito - amar demais, e tenho de pedir perdão por amar assim, sem medida, sem limites, sem pedir licença. Eu amo intensamente, indiscutivelmente e tendenciosamente ao infinito. Não importa se estamos juntos há menos de sessenta segundos, eu já te amo para sempre e não vivo mais minuto algum sem você. Eu te amo a ponto de esquecer de mim, portanto, ame-me lembrando que eu também existo. Tenho o costume de me perder nos olhos de quem amo de modo que fico cego de paixão. Aliás, amo tanto que dizem que eu não amo, e sim vivo paixões alucinantes por tempo indeterminado. Não importa se é amor ou paixão, ou se é tudo junto, o fato é que eu amo demais e me apaixono como se fosse a primeira e última mulher da minha vida. Amo de dar dor no coração, de sentir saudade mesmo quando junto, de querer ficar mais e mais perto. Não importa o que acontece lá fora... se estou nos braços de quem amo, completo estou. Tenho mania de dar a quem amo tratamento digno de realeza e isso, muitas vezes, assusta. Tenho um romantismo que já não se tem mais notícias. E todo esse sentimento conta pontos contra mim, pois sou considerado louco. E, de fato, sou louco por quem amo. Internem-me ou me deixem viver as loucuras do meu amor em paz. Sou consciente de que amo fora dos padrões. Mas, quem disse que eu quero viver um amor normal, dosado, tranquilo? Eu quero mesmo é o amor de tempestade, que chega para mudar tudo dentro e fora de mim, que chega para exigir mais do que já mostrei, que chega para me dar medo, pois só é possível amar de verdade quando o amor desperta o medo - o medo de perder quem se ama. ...
continuar a ler


Comentários Comentários (1)

10/12/2016 - A busca constante pelo amor

Só se perde quem nunca se encontrou. Quando há um encontro de corações pode ter o terremoto que for que tudo continua ligado. Portanto, almas gêmeas não se perdem facilmente. E falo mais: almas gêmeas não se acham com essa facilidade toda. E não se preocupe em encontrar a metade perfeita, tudo se encaixa realmente quando menos esperamos. E o amor é justamente isso – uma tentativa constante. Amor é pra gente quebrar a cara mesmo, pra buscar a superação a cada queda, pra nos fortalecer colando os pedaços do coração. E o amor nos ensina o tempo todo mesmo quando não queremos aprender. É um aprendizado contínuo e necessário. O amor é para todos os momentos, inclusive para os momentos a sós. Uma separação não é o fim do mundo, tampouco o fim do amor. É a oportunidade de crescimento, de amadurecimento, de evolução. Portanto, nada de choro. Ou melhor, chore tudo o que tiver para chorar. Não deixe nada preso aí dentro de si. Deixe o choro sair de uma vez para poder seguir mais leve em busca de um novo amor. Novo amor, sim! A vida não nos quer de luto. A vida nos quer apaixonados. Portanto, desarme-se e se apaixone perdidamente, sem reservas, sem traumas, sem pensar no passado. O passado não existe mais. Dele, só ficou o aprendizado, que é o que te fará viver uma relação ainda melhor. Porém, não uma relação perfeita, pois o perfeito simboliza o fim da procura. E a vida é uma procura constante. Nascemos, crescemos e vivemos para procurar o amor. Nós, seres imperfeitos, existimos enquanto procuramos um amor mais que perfeito, nos sonhos e nas fraquezas que nos fazem humanos.


Comentar Seja o primeiro a comentar

05/12/2016 - Dois braços

Quero dois braços para embalar o meu coração que volta e meia dá para ter suas criancices, necessitando, portanto, de colo. Meu core precisa ser ninado. Quero dois braços para acenar esfuziantemente quando eu chego, dizendo-me claramente por gestos, que sou bem-vindo. Quero dois braços para me dar adeus, desenhando a saudade no ar. Quero dois braços para me dar um empurrãozinho cada vez que precise de ânimo para seguir em frente. Quero dois braços para me amparar quando eu cair dos voos altos que costumo fazer. Quero dois braços para me acolher na noite escura e solitária, quando eu caminhar perdido de tudo e de todos. Quero dois braços como meu travesseiro, braços de confiança aos quais possa entregar meu sono e meu sonhos. Quero dois braços fortes para remar comigo nesse mar turbulento e perigoso que é a vida dos que amam demais. Quero dois braços com pegada que não me deixem escapar por qualquer coisa. Quero dois braços que saibam dar carinho, afeto e paixão sem cobrar nada além do amor que emana de todo o meu ser. Quero dois braços que se liguem aos meus e me façam completo, infinito, inteiro.


Comentários Comentários (1)

Primeira   Anterior   4  5  6  7  8   Seguinte   Ultima